segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Ingratidão - Frase



Esquecer do primeiro 
que te ouviu e te compreendeu

É esquecer da declaração 
mais profunda de amor

Janete Sales Dany
Frase@todos os direitos reservados

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Mario Lago - Acróstico



M-Mario Lago escreveu vários primores
A-Ai que saudade da Amélia!
R-Representou no palco dores e amores
I-Iluminou a TV na Selva de pedra e no Casarão
O-O primeiro passo foi na poesia, que emoção!

L-Luziu também como ator na radionovela
A-Astro que hoje brilha no céu e na tela
G-Grandioso! De muitas habilidades...
O-O Brasil, o guarda na memória, que saudades!


Janete Sales Dany


quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Quem semeia o ódio não te ama!


Abrace todo aquele 
que te faz amar os outros,
E se afaste de todo aquele 
que tenta te afastar dos outros!

Na verdade é muito simples...

Quem semeia o ódio não te ama!

Aliás, não ama ninguém...

Janete Sales Dany

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Deixe Sua Luz Brilhar - Acróstico


Destrua da sua mente o pensamento negativo
E se esforce para alcançar o seu objetivo
Irá encontrar pessoas malvadas na estrada
Xingar por esta razão é coisa errada!
Empenhe-se em não brigar por nada...

Seja você mesmo e siga em frente...
Uma atitude inteligente!
A Vida foi feita para brilhar

Luz só tem quem sabe amar
Use ao máximo toda sua calma
Zere o que faz mal para a alma

Busque sempre uma motivação
Renovando o alcance da visão
Ilumine o semblante com a alegria
Logo verá tudo em harmonia
Hoje é o dia mais importante
Agora é sempre a hora de ir adiante


Reluzir em cada alvorecer, renascer!

Janete Sales Dany

Licença Creative Commons
O trabalho Deixe sua luz brilhar de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 10 de janeiro de 2016

A casa que aparece não é minha...


Tão seco está o chão, e o pó cai no meu coração...
Só consigo umedecer com o pranto da desilusão!
Abro a vida com o meu corpo frágil sem saber aonde ir
Logo á frente há um precipício e eu posso cair...

Não ria de mim agora por causa desta fragilidade
Já fui um porto seguro e hoje me visto de saudade
Não me olhe com desprezo eu sei que isto vai passar
Surgirá em mim um recurso para me libertar

Neste caminho rodeado por árvores com raízes profundas
A cada passo que dou a frente à solidão me saúda
O céu amarelou, o chão amarelou; tudo mudou de cor!
O cenário parece que caçoa da minha dor

A estrada ficou estreita e ostenta que vai me engolir
A casa que aparece não é minha e não posso dormir
Rasgo o horizonte com uma coragem que não conhecia
O único refúgio que me sobrou foi viver de poesia...

Não duvide que um dia eu chegue ao impossível
O chão está me puxando para um destino terrível
Porém eu agarro com força o elevado amarelado
Vou arrancar esta cor e colorir num tom azulado...



Assim nascerá um céu com as nuances que quero
Depois um arco íris com só um pouquinho de amarelo
A vida é tecida de todas as cores que imaginamos

Feita de risos e até mesmo das lágrimas que choramos...

Janete Sales Dany

Licença Creative Commons
O trabalho A casa que aparece não é minha... de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Natal com os Amigos - Acróstico


Nesta noite Especial
Avistei no céu uma estrela sem igual
Tão brilhante que doía o meu olhar
Ali estava a alma do Natal a me chamar
Logo fiz um pedido para aquele esplendor

Comecei a cantar o meu hino de amor
Oh estrela, venha iluminar o meu amigo...
Mostre o caminho certo e o afaste do perigo!

O Natal é uma época de fraternidade
Só peço que esta paz dure uma eternidade

Ao passar este dia devemos continuar assim
Mostrando que somos amigos até o fim
Isto é o que mais importa nesta vida
Gostar, respeitar e até enxugar a lágrima caída!
Oh estrela de Natal peço que nunca deixe de brilhar
Sei que a terra viverá em paz quando o amor reinar!

Janete Sales Dany
07/12/2015 as 11:08hs
São Paulo - Brasil

Licença Creative Commons
O trabalho Natal com os Amigos - Acróstico de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Alma pequena



Se alguém tentar te ofender com desaforos não ligue...
Só se ataca aquilo que pode ser uma ameaça
Este alguém gostaria de ser como você
Isto é impossível, pois todos nós somos exclusivos...
A única maneira de ficar acima daquilo que se inveja
é caluniando com o intento de desfigurar!
A inveja não aprecia o que pode estar acima dela
Então pretende destruir o que jamais poderá ser...
Não há avanço para alguém assim
É lamentável ter os olhos grandes...
Querendo puxar os outros para baixo!
Uma alma pequena que aos poucos se envenena...

Janete Sales Dany
Licença Creative Commons
O trabalho Alma pequena de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.